Escolha uma Página

Não é novidade para ninguém que o país está passando por momentos difíceis em sua economia. O varejo é um dos primeiros a ver suas vendas diminuírem. Os consumidores ficam mais atentos aos preços, pechincham mais e pensam duas vezes antes de fazer uma compra. Mas, a Black Friday 2016 passou e aí surge aquela pergunta que todos querem saber: Como foram as vendas esse ano?

Como já era de se imaginar, a Black Friday trouxe resultados positivos para o comércio eletrônico. No dia da Black Friday, as vendas no varejo online tiveram aumento de 880%, em relação aos dias anteriores. Enquanto isso, o período inteiro (24/11 até 28/11) apresentou aumento de 300% ou, 20 vezes um dia comum.

Com as grandes promoções da data, os consumidores fazem mais compras. Por isso, o ticket médio aumentou em 42% no período. Se comparado com a Black Friday de 2015, o ticket médio teve aumento de 34,6%.

Nosso volume de transações aprovadas também aumentou em comparação com 2015, e tivemos 89% das transações aprovadas. Se compararmos com o mês anterior, tivemos crescimento de 4,7% no número de transações aprovadas. Isto está relacionado à atração de um público mais qualificado para o e-commerce. Esse público pode não ser recorrente, mas aproveitou a oportunidade de compra, principalmente dos eletrônicos, segmento que mais vendeu durante a Black Friday 2016.

Os consumidores compraram mais produtos com alto valor agregado, acima de mil reais, e deixaram compras mais baratas para depois. Devido à instabilidade econômica do país, era esperado grande número de compras parceladas e poucos pagamentos à vista. No entanto, a maioria das transações foram à vista e compras parceladas em até 6 vezes apresentaram queda. Isso porque o varejo ofereceu descontos, àqueles que pagassem à vista, deixando os produtos com valores ainda mais atrativos. Ao mesmo tempo, os incentivos para compras à vista favorecem o varejista, diminuindo o tempo de recebimento dos pagamentos.

Os meios de pagamento mais utilizados foram os cartões de crédito, seguidos por pagamentos em boletos e depois, débito online. Em 2015, os pagamentos à vista representaram 14% das transações da Black Friday. Esse ano, o pagamento à vista foi 35% de todas as compras processadas com a MundiPagg.

Em geral, vimos como resultado o grande número de consumidores que esperaram a Black Friday 2016 para fazer compras mais caras. Em virtude das promoções e dos descontos oferecidos pelos varejistas para incentivar compras à vista, consumidor e varejo saíram ganhando, mesmo com as incertezas econômicas do país. E, devido à enorme movimentação que a data traz para o comércio, o varejo precisa estar bem preparado para atender seus clientes e não perder vendas. Veja aqui como preparar seu e-commerce para receber o grande tráfego da Black Friday e fazer bonito no dia.

Quer receber as novidades de e-commerce em primeira mão?

x