É comum que escolhas feitas no início de um e-commerce precisem ser repensadas conforme o crescimento do negócio, e uma delas é com relação aos sistemas de pagamento. Em um primeiro momento, os lojistas costumam investir em uma solução intermediária, que ofereça algumas facilidades para quem está começando. Porém, ao longo do tempo é comum migrar para opções mais personalizadas, como o gateway de pagamento.

A primeira opção é válida, mas mudar para soluções robustas pode representar um aumento na conversão, já que elas oferecem vantagens em relação ao custo e experiência de compra do cliente.

Tem dúvidas sobre esse assunto? Não se preocupe. Neste artigo, vamos explicar o que é um gateway de pagamento e por que ele pode ser a melhor escolha para o seu e-commerce. Acompanhe!

O que é um gateway de pagamento?

Trata-se de um sistema utilizado em lojas virtuais que transmite os dados entre clientes, sites, adquirentes e bancos. Explicando de maneira mais simples, é como se fosse a maquininha de cartão do mundo virtual — apesar de também realizar transações com boleto bancário e transferência online.

Ele funciona de maneira simples. Quando o consumidor fornece os dados do seu cartão de crédito, o sistema envia as informações para os bancos e para as adquirentes — empresas responsáveis pela liquidação financeira das transações com cartões de crédito.

Essas instituições vão confirmar se o cartão existe, se há limite disponível e outros dados pertinentes. Se tudo estiver correto, o lojista recebe essa informação e o pagamento é confirmado.

Quais são suas principais vantagens?

Agora que você conferiu o que é um gateway de pagamento, veja quais são suas principais vantagens:

Integra com facilidade os bancos e adquirentes

Ao utilizar esse sistema, existe uma integração única com bancos e adquirentes, evitando complicações e a necessidade de integrar um por um. Caso existam alterações, o lojista não precisa se preocupar, já que o gateway é responsável pelos ajustes na plataforma.

Oferece mais agilidade nas transações

O sistema permite uma conexão direta entre os bancos, adquirentes e o e-commerce, o que traz mais agilidade para o processo de pagamento. Outra vantagem é que o tempo de aprovação da compra é reduzido.

Reduz os custos

Os lojistas que utilizam intermediadores de pagamento costumam pagar altas taxas para a utilização do sistema. Como os gateways estão ligados diretamente aos bancos e adquirentes, é possível negociar melhores taxas de acordo com o volume de vendas.

Transmite mais segurança para o consumidor

Muitas pessoas ainda se sentem inseguras quando precisam sair da página da loja virtual para efetuar o pagamento, o que pode causar o abandono do carrinho.

Os gateways permitem que toda a transação seja realizada dentro da loja virtual, passando mais segurança para o consumidor. Além disso, os dados inseridos no sistema são enviados diretamente ao banco, garantindo o sigilo das informações do cliente.

Disponibiliza relatórios gerenciais

Esse sistema traz um painel administrativo que facilita a configuração das formas de pagamento e outras funcionalidades. Também é possível extrair relatórios financeiros em um único lugar. Essa facilidade na análise dos dados ajuda na criação de novas estratégias e na avaliação do desempenho do negócio.

Como utilizá-lo de forma estratégica?

O uso do gateway de pagamentos permite uma série de ações que têm como objetivo o aumento a conversão. Confira algumas delas:

Retentativa de pagamento

Nem sempre a primeira tentativa de pagamento do consumidor dá certo. Quando ele usa o cartão de crédito, por exemplo, podem acontecer algumas situações que impedem a aprovação da transação, como falta de limite, informações erradas, vencimento do cartão ultrapassado, entre outras.

Uma retentativa de pagamento é quando o gateway continua tentando processar o pagamento na adquirente, em tempo real e de forma imperceptível para o comprador. Se o sistema utilizado é integrado com vários adquirentes, ele pode fazer uma retentativa em todas elas. Se, mesmo assim, o pagamento não for completado, o sistema pode enviar e-mails para solicitar que o consumidor utilize uma outra forma de pagamento (boleto, por exemplo).

Checkout

Imagine a seguinte situação: em um momento de impulso, o consumidor acessou seu e-commerce, localizou o produto desejado, achou o preço do frete bom e, quando estava prestes a finalizar a compra, foi direcionado para outra página de pagamento.

Não é difícil concluir que essa pode ter sido uma venda perdida, afinal, a rapidez para realizar o checkout é algo valorizado pelos consumidores.

Um gateway de pagamento usado de forma estratégica consegue resolver esse tipo de problema. Além de oferecer mais agilidade no fechamento da compra, uma interface organizada e que disponibiliza mais opções de pagamento passa credibilidade ao consumidor.

Multimeios de pagamento

Existem e-commerces que têm o valor do ticket médio muito alto, geralmente aqueles do segmento de eletroeletrônicos, artigos de luxo ou nichos mais específicos. Uma das consequências dessa característica é que alguns consumidores não conseguem comprar devido à falta de limite suficiente no cartão.

Uma solução trazida pelos gateways é a estratégia de multimeios de pagamentos. Essa funcionalidade permite que o cliente divida o pagamento em mais de um cartão ou utilizando também o boleto. Essa opção torna a sua loja virtual muito mais atrativa para os consumidores, aumentando a conversão.

Compre com um clique

As lojas virtuais costumam solicitar várias informações de pagamento, principalmente nas compras com cartão de crédito. O consumidor que está realizado uma compra por impulso ou utilizando o smartphone, muitas vezes, acaba desistindo nessa etapa. Vale destacar que, de acordo com um levantamento da Ebit, 25% das compras realizadas no e-commerce em 2017 foram por meio desse dispositivo móvel.

Para não perder essas vendas, é interessante utilizar a opção de compra com um clique. Por meio dessa funcionalidade, o consumidor insere seus dados uma única vez no gateway do e-commerce e tem mais praticidade para fechar a compra.

Contratar um gateway de pagamento não deve ser considerado um custo, e sim um investimento essencial para o aumento da conversão. Oferecer mais segurança e opções para o consumidor é uma forma de se destacar da concorrência e garantir o crescimento do negócio.

Ainda tem alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato conosco, será um prazer ajudar você!

Simone Chaves

Simone Chaves

Formada em Comunicação Social - Jornalismo pela UFRRJ, atua como Analista de Marketing na MundiPagg.
Simone Chaves