Por medidas impostas pelo órgão regulador FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos), a partir de 2018, por conta da Nova Plataforma da Cobrança, os e-commerces deverão emitir boleto registrado.

Essa medida teve início em 2017, mas foi prorrogada para o início deste ano e, segundo cronograma da FEBRABAN, até setembro todo o processo de migração da carteira sem registro para a com registro deve ser concluído.  

Esse prazo é feito de acordo com o valor do boleto. Por exemplo, boletos de R$800,00 ou mais devem ser emitidos com registro até 24 de março de 2018, caso contrário, não poderão ser pagos. Alguns valores já estão em vigor, como os maiores de R$2000,00, como é possível ver na tabela abaixo.  

Quem já usa esse meio de pagamento em seu e-commerce deve se atentar às novas regras para não ser multado ou gerar problemas para o seu cliente. Já quem ainda está pensando em oferecer essa opção em seu site, o ideal é que contrate um serviço que já esteja dentro das exigências e padrões da FEBRABAN. 

Mas não se preocupe! Nesse artigo vamos te ajudar a entender direitinho o que é o boleto com registro, quais as mudanças, impactos e o que você deve fazer para garantir que seu e-commerce ofereça boleto, sem dores de cabeça. Confira!  

O que é o boleto registrado e qual a diferença para o sem registro?

O boleto registrado nada mais é que o registro desse documento no banco. Para emitir dessa forma, algumas informações obrigatórias do comprador e do lojista devem ser emitidas no boleto, como, por exemplo, CPF ou CNPJ do pagador e emissor, nome e endereço do pagador, e o valor. Esses dados ficam salvos no sistema da instituição financeira, garantindo maior segurança para e-commerce e para o consumidor. 

Como diz o nome, a principal diferença entre esses dois modelos é que um é registrado no banco e o outro não. Antes, os boletos eram emitidos sem o registro e não era obrigatório o envio dos dados no documento, então o banco não tinha controle dos boletos gerados, o que dificultava a identificação, rastreabilidade, conciliação bancária e a segurança das transações feitas dessa forma. 

Nesse novo modelo, quando um boleto é gerado, uma requisição é enviada ao banco, onde este registra automaticamente o documento e então o pagamento poderá ser realizado. Todo esse processo é feito em milissegundos, então o consumidor não sente nenhum impacto com essas etapas. 

Além disso, agora para emitir o boleto é cobrada uma taxa pelo banco para cada um que for gerado. Antes, a taxa só era cobrada caso um boleto fosse realmente pago. E, nesse novo padrão, depois de gerado, para fazer qualquer alteração, como a data de vencimento, é recomendado entrar em contato com o banco emissor do boleto para verificar como pode ser feito, pois isso pode variar em cada instituição.  

Já no boleto sem registro, o banco não necessariamente precisava ser avisado sobre alterações no documento, ou mesmo a emissão deste, então nem sempre tinham o controle nem os dados corretos referentes ao boleto em questão, o que facilitava fraudes e dificultava contestações. 

Boletos vencidos

Como falado, com a implementação do boleto registrado, para alterar a data de vencimento de um boleto será necessário entrar em contato com o banco emissor para conferir as regras de alteração do documento. Isso pode variar entre as instituições, então é recomendado que confirme com seu gerente a possibilidade.   

No entanto, de acordo com a FEBRABAN, um ponto positivo é que os boletos vencidos poderão ser pagos em qualquer canal de recebimento em todos os bancos, sem a necessidade de imprimir uma segunda via. Assim como as alterações, é válido checar com seu banco emissor se esta regra se aplica a ele antes de contratar esse serviço. Se o boleto tiver vencido e o consumidor for pagá-lo, o próprio banco já vai atualizar as informações necessárias e incluir possíveis multas.  

O boleto registrado é mais seguro?

Sim, a mudança feita pela FEBRABAN foi justamente para tornar o processo de liquidação dos boletos bancários mais moderno, trazendo maior controle e segurança ao lojista. Como os boletos agora devem conter informações da transação, do pagador e do lojista, o banco consegue cruzar os dados e ver possíveis divergências, bem como identificar fraudes 

Foi a primeira vez desde que os boletos foram criados, em 1993, que fizeram uma modernização no sistema e nos procedimentos. Essas mudanças também oferecem maior confiabilidade e segurança aos consumidores. 

Vai mudar alguma coisa na liquidação dos boletos?

Não, os prazos para o recebimento dos valores dos boletos não serão alterados, eles permanecem os mesmos que foram acordados com o banco e configurados na sua conta.  

Boleto registrado na Mundipagg

A solução de boleto da Mundipagg já está adequada às novas regras de cobrança da FEBRABAN. Com ela, você pode emitir boletos com registro online, visualizar seus pedidos no Portal, acompanhar a conciliação bancária e ter um controle seguro das suas transações. 

Você pode escolher em qual banco quer emitir seus boletos. Hoje, a Mundi emite boleto com os bancos ItaúSantanderBanco do BrasilBradescoCitibank, Caixa e com a solução do Boleto Stone. Dessa forma, o lojista pode negociar as taxas e valores, o que é benéfico para o empreendimento, já que ajuda a reduzir custos. 

Quais os dados obrigatórios devem ser enviados?

De acordo com as novas regras da FEBRABAN, para que o boleto seja registrado corretamente o envio de algumas informações são obrigatórias ao criar o pedido. Caso não sejam enviados, o boleto não será gerado nem reconhecido pelo banco. 

Veja na tabela abaixo os dados exigidos para emitir boleto via Mundi: 

Veja nosso infográfico com as principais mudanças que devem acontecer para seu e-commerce após a implementação do boleto registrado: 

boleto registrado FEBRABAN

 

Simone Chaves

Simone Chaves

Formada em Comunicação Social - Jornalismo pela UFRRJ, atua como Analista de Marketing na MundiPagg.
Simone Chaves

Últimos posts por Simone Chaves (exibir todos)

Nova API

Para você que já está integrado à nova API, lançamos um novo Dashboard. Para acessá-lo, clique aqui:


NOVO DASHBOARD

API antiga

Caso você continue integrado à nossa API antiga, acesse por aqui o antigo Dashboard:


ANTIGO DASHBOARD
fechar