Escolha uma Página

 

Vivemos atualmente no Brasil uma das piores crises em 25 anos e não é difícil percebê-la. Basta ir ao mercado fazer compras que fica claro que o quadro econômico não é dos melhores.

Segundo um levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), no ano passado, mais de 100 mil lojas foram fechadas devido à redução do volume de vendas. O resultado é o pior dos últimos 15 anos. E não foram apenas os pequenos varejos que foram afetados com a queda das vendas (13,4%); as grandes lojas do varejo também registraram queda (14,8%). Quando até mesmo os grandes setores, que teoricamente seriam capazes de enfrentar o quadro atual, são afetados e forçados a fechar as portas, a dimensão da crise fica clara.

Mas nem tudo está perdido! Para muitas pessoas e empresas, a busca por formas de driblar essa situação acaba mostrando novas oportunidades. Uma delas é investir nas vendas online.

Uma loja física gera muitas despesas, dentre elas, custos com aluguel, contratação de vendedores, reformas e compra de equipamentos para as lojas, IPTU, etc. Já um e-commerce, apesar de demandar um bom investimento inicial, se mostra muito mais eficaz a longo prazo.

Os custos para começar um e-commerce variam bastante, mas nossa equipe do comercial fez um levantamento e viu que é necessário em média R$5.000,00. Vale lembrar que cada caso é um caso e que, dependendo do tipo e tamanho da loja, esse preço pode mudar. Uma pesquisa mais profunda dos custos e benefícios sempre se faz necessária.

Somado a isso, o povo brasileiro se mostra cada vez mais aberto a essa nova forma de comprar e o mercado de vendas online está em pleno crescimento. Uma pesquisa feita pelo Ibope mostra que 51 milhões de brasileiros já fizeram comprar pela internet, sendo que 8,9 milhões compraram online pela primeira vez em 2013.

Um exemplo recente desse novo cenário foi percebido no dia das mães. Enquanto as vendas do varejo registraram o pior desempenho desde 2013, o comércio digital atingiu excelentes resultados.

A Mundi movimentou R$204 mi nesse período e recuperou R$6 mi através da nossa ferramenta de retentativa. Comparado ao ano passado, houve um aumento de 39% nas transações autorizadas, 10% no ticket médio e 41% no total de transações processadas.

Se você tem um comércio e pensa em investir no meio digital, esse é o momento! É muito importante investir em um bom site, marketing digital, sistema de entrega eficiente e produtos de qualidade. Quanto às formas pagamento você já sabe: é só falar com a gente!

mundipagg.com.br

Quer receber as novidades de e-commerce em primeira mão?

x